_JARDINS COMUNS

8 & 9 de Julho | permanente

(em colaboração c/ Cláudia Lancaster e Frederico Gonçalves)

SINOPSE A seguinte proposta tem em vista a criação de uma estrutura coletiva feita a partir de matéria orgânica de jardins privados. O processo de recolha de plantas acontecerá nas urbanizações adjacentes ao lugar de exposição, e será documentado (áudio e possivelmente filme) para ser apresentado em diálogo com a escultura. Para além da escultura verde em regime de site specific, a residência tem como objetivo a exploração de modelos e metodologias para a criação participativa, dialogando com a cultura local e estimulando a sensibilidade criativa. O que poderá ser uma escultura botânica feita com ramos, flores e outros materiais orgânicos dos jardins de vizinhos? De que forma estes vizinhos se relacionam com os seus jardins, com os jardins dos seus vizinhos, e com a arte? Em modelo de colaboração, será desenvolvida uma malha/tapete orgânico que irá assentar numa de estrutura de cana. Esta malha será a tela para intervenções ao longo da residência e exposição. A escultura é um convite aberto para a participatividade, e será alterada diariamente até ao dia da exposição.

Tomás Tojo é licenciado em Teatro e Cinema e mestrado em Direção de Artes. Fundador do coletivo de ocupação pública @green_sp em São Paulo, tem colaborado com projetos de desenvolvimento social, ecologia e botânica criativa.

Cláudia Lancaster é designer gráfica e trabalha em Lisboa. Em paralelo tem vindo a desenvolver projetos na área de tapeçaria.

Nascido nos anos 80, Frederico Gonçalves é designer, faz música e filmes.