Casa de Lava

sinopse:

arquitectura não como forma, mas como memória e experiência. arquitectura não apenas como estrutura, mas também como um caminho antropológico. tal como a memória, fragmentos que se montam e desmontam. arquitectura que se desloca, transforma e descarta. a evidencia da estrutura como organismo, um lugar quase (im)possível.